Da sacristia ao púlpito dos jornais.

“Além de descontextualizados da actualidade, os artigos de opinião utilizam uma linguagem repetitiva e moralista, confundindo o discurso do altar com o discurso dos media”, refere a tese.

Para ler no i, sobre os estudos literários em portugal, julgo eu.

Anúncios