Tirar coelhos da cartola, digo, do baú.

Ao que parece, está para sair em volume o conjunto dos textos de Pessoa identificados como argumentos para cinema. Na sua maioria escritos em inglês, ainda não tinham sido alvo de grande atenção da parte dos editores, razão pela qual, aparentemente, só agora saem da “arca de papéis” de FP.

A notícia, por si, tem a sua graça. É sempre giro ver como na Lusa conseguem arranjar títulos para estas coisas a atirar a secção “descobertas científicas”: Fernando Pessoa escreveu argumentos para filmes.

Mais curioso é verificar o sentido de oportunidade de certas corporações profissionais, que, pelo menos a este nível, não perdem nenhuma oportunidade.

Ainda bem.

Anúncios